NET Educação
RSS

Acessibilidade

A+ A-
 
Notícias

Aqui você encontra as principais notícias sobre educação.

27/04/2017 | Fonte: Leonardo Valle

Projeto desafia jovens a resolverem problemas atuais por meio da tecnologia

Para coordenadora do Campus Mobile, estimular participantes de diferentes áreas a se unirem traz ganhos importantes

Não é novidade que a tecnologia evoluiu bastante na última década. Mas será que a população consegue se beneficiar dela na mesma proporção? A resposta é negativa para a professora da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), Roseli de Deus Lopes. Ela é coordenadora do Campus Mobile, um projeto do Instituto NET Claro Embratel em parceria com a universidade, que estimula jovens de diversas áreas a colocarem em práticas suas ideias para dispositivos móveis em três segmentos: jogos, educação e facilidades. “Lançamos desafios para que os jovens observem o seu entorno e ajudem a resolver problemas que estão nesse contexto por meio da tecnologia”, resume. Confira abaixo uma entrevista com a coordenadora:

Qual é o objetivo do Campus Mobile?

Roseli de Deus Lopes – O papel do projeto é provocar os jovens no sentido de que apenas ter boas ideias interessantes não basta, é preciso colocá-las em prática. Assim, lançamos desafios para que eles observem o seu entorno e ajudem a resolver problemas que estão nesse contexto por meio da tecnologia. 
 
Quais carências o projeto pretende suprir?
 
Roseli – Tivemos, nos últimos anos, um avanço tecnológico enorme, mas a capacidade das pessoas aproveitarem e se beneficiarem dessas novidades tecnológicas ainda é pequena. Há diversas áreas e serviços que podem ser beneficiados com a tecnologia e ainda não são. Em segundo lugar, precisamos de pessoas no ensino superior que não estejam apenas em busca de emprego, mas que também possam ser geradoras de empregos. Então, é preciso despertar o espírito empreendedor. Por fim, é uma forma de provocar aquele jovem cujo foco, antes, era mais conseguir um estágio. Mas ele pode colocar uma ideia sua em prática também. 
 
Como o Campus Mobile incentiva as boas ideias?
 
Roseli – Um ponto interessante é que o Campus Mobile não exige a participação somente de estudantes da área da computação, jovens de quaisquer outras áreas de conhecimento podem se inscrever. Isso porque há pessoas de áreas não tecnológicas com mais clareza e conhecimento para analisar certos problemas, mas que não contam com competências tecnológicas. E vice e versa. Assim, o projeto estimula jovens de diferentes áreas a se unirem. Inclusive, ocorreram encontros em edições anteriores do Campus Mobile e que se transformaram em propostas potentes nos anos seguintes.
 
Além do suporte tecnológico, quais outros apoios esses jovens precisam para transformar suas ideias em aplicativos funcionais?
 
Roseli – O projeto oferece apoio técnico, mas não só. Trazemos também empreendedores e empresas para conversar com os participantes, para falar sobre a realidade do mercado de tecnologia e seus desafios. Assim, o Campus Mobile funciona como aquele empurrão que faltava ao jovem para ter confiança no seu produto. Ele entende que sim, há riscos e dificuldades no percurso, mas que não está sozinho.
 
Como alunos e professores no geral podem aproveitar os três projetos vencedores de 2017?
 
Roseli – O “League of Kites” foi o ganhador da categoria jogos e não tem um intuito educativo. Contudo, ele traz o universo das pipas e tem uma ótima estética e jogabilidade. As crianças e adolescentes podem jogar sozinhas ou em grupos, permitindo campeonato de pipas também. O “Mapa da Leitura”, ganhador da categoria facilidades, informa as bibliotecas públicas mais perto dos estudantes, assim como também a programação cultural delas. Por fim, o “Ducant” , da categoria educação, é um ambiente virtual de aprendizagem (AVA), da mesma forma que o Moodle. Contudo, ele é mais intuitivo, fácil de usar e com mais recursos. Os desenvolvedores eram usuários de outras AVAs. Assim, eles entenderam os pontos que esses ambientes precisavam melhorar e aplicaram no “Ducant”. 
 
 Campus Mobile favorece a troca de experiências e o contato dos jovens com
diferentes tipos de projetos (Crédito: divulgação)
 
Veja mais
 

Deixe seu comentário

(0) Comentários


Participe

Opine sobre este conteúdo

pessoas gostaram disso

As notícias mais curtidas

Faça parte desta rede e envie seu conteúdo para o portal NET Educação!

  • Flávio Rodrigues
  • Jéssica Miranda
  • Mariani Silva
  • Dartagnan Freire
  • Elza Castro
  • Tatiana Campos Leonardo
  • Itamar Raul de Morais
  • Carolina Natel

Plano de Aula

Suas melhores aulas agora como referência.

Enviar

As Caras da Educação

Compartilhe suas histórias com o Portal NET Educação.

Enviar
Participe

Login

Ao se logar, você pode interagir com o NET Educação e colaborar com o envio de conteúdos!

Já sou cadastrado

Esqueci minha senha

Informe seu e-mail para nós lhe enviarmos sua senha.

Sucesso!

Sua senha foi enviada para o seu e-mail.

Voltar para a tela de login

Não sou cadastrado

É rápido e fácil se cadastrar no NET Educação. Com seu login e senha você pode acessar, gratuitamente, todas as áreas do portal.

Fechar