NET Educação
RSS

Acessibilidade

A+ A-
 
Multimídia

Confira os vídeos educativos que podem complementar o trabalho em sala de aula e favorecer a aprendizagem

05/08/2015 às 10:23 por Marcelo Abud

Marinalva Dantas libertou 2.354 escravos em pleno século 21

Em entrevista, auditora fiscal fala das motivações para combater a escravidão contemporânea
  • ()
  • (0)

    “Precisamos globalizar a compaixão e

    universalizar a Justiça.”
    (Kailash Satyarthi, Nobel da Paz)
     
    Marinalva e o indiano Kailash Satyarthi, Prêmio Nobel
    da Paz em 2014, pelo combate ao trabalho infantil
    (Crédito: arquivo pessoal)
     
    Aos 61 anos, Marinalva Dantas tem sua história contada na biografia "A Dama da Liberdade", escrita pelo jornalista Klester Cavalcanti. Auditora fiscal do Trabalho, ela passou dez anos à frente do grupo do Governo Federal que combate o trabalho escravo rural no Brasil. Desde 1995, Marinalva libertou mais de 2,3 mil homens, mulheres e crianças que viviam em barracos improvisados, tinham alimentação e água de péssima qualidade e não recebiam salário pelo seu trabalho.
     
    Veja também:
     
    O motor de Marinalva é a indignação. Tomar consciência de que, após mais de 125 anos do final da escravidão, o país ainda tem cerca de 155 mil pessoas que vivem em regime de escravidão, a faz continuar.  Tanta dedicação incluiu abrir mão da vida pessoal e da convivência com os dois filhos e o marido.
     
    No áudio você vai saber detalhes da infância de Marinalva, que viveu o risco de ver sua família ser escravizada, quando ainda era bebê. Vai compreender porque se chocou ao perceber a diferença entre a vida que levava com os tios em Natal (RN) e a dos irmãos em Campina Grande (PB), o que  a levou a ter uma preocupação ainda maior em relação ao trabalho infantil. Para ela é esta a   porta de entrada para a escravidão contemporânea. Ainda nesta edição, você acompanha a reação de filhos de fazendeiros ao tomar conhecimento, numa palestra, de que seus pais mantinham crianças trabalhando em condições subumanas, em suas propriedades. 
     
    Um dos casos de libertação de Marinalva: aos 10 anos, Odália (esq.)
    trabalhava com os três irmãos na colheita de algodão, numa
    propriedade no interior do Piauí (Crédito: arquivo pessoal)
     
    LINKS:
    - Governo usará drones contra trabalho escravo no campo
    - Game criado por jovem português tem escravidão brasileira como tema
    - O filme 12 Anos de Solidão também pode ajudar no debate sobre o assunto em sala de aula
     
     
    Créditos: as músicas utilizadas no podcast, por ordem de entrada, são “A Via Láctea” (Renato Russo/Marcelo Bonfá/Dado Villa-Lobos), com Legião Urbana, “Criança não Trabalha” (Paulo Tatit/Arnaldo Antunes), com “Palavra Cantada” e “Bandeira do Divino” (Ivan Lins/Vitor Martins), com Ivan Lins.
     
     

    Deixe seu comentário

    (0) Comentários


    Participe

    Opine sobre este conteúdo

    pessoas gostaram disso

    As notícias mais curtidas

    Faça parte desta rede e envie seu conteúdo para o portal NET Educação!

    • Flávio Rodrigues
    • Jéssica Miranda
    • Mariani Silva
    • Dartagnan Freire
    • Elza Castro
    • Tatiana Campos Leonardo
    • Itamar Raul de Morais
    • Carolina Natel

    Plano de Aula

    Suas melhores aulas agora como referência.

    Enviar

    As Caras da Educação

    Compartilhe suas histórias com o Portal NET Educação.

    Enviar
    Participe

    Login

    Ao se logar, você pode interagir com o NET Educação e colaborar com o envio de conteúdos!

    Já sou cadastrado

    Esqueci minha senha

    Informe seu e-mail para nós lhe enviarmos sua senha.

    Sucesso!

    Sua senha foi enviada para o seu e-mail.

    Voltar para a tela de login

    Não sou cadastrado

    É rápido e fácil se cadastrar no NET Educação. Com seu login e senha você pode acessar, gratuitamente, todas as áreas do portal.

    Fechar